Se trate bem!

“O que você faz quando te tratam mal?

– Eu me trato bem e vou embora!”

Quando li isso, me chamou atenção! É perfeito! E possível, quando sabemos exatamente quem somos. A maior dificuldade dos dias atuais é que poucas pessoas se conhecem tão bem. Vivemos mergulhados em uma era de aparência, “likes” e superficialidades; e muitas vezes, acreditamos ser exatamente o que as pessoas enxergam sobre nós. Vale lembrar, que nem todos têm olhos generosos, então, podem estar usando “lentes distorcidas” para enxergar você!

gato

 

São poucas as pessoas que conhecem a nossa essência: apenas aquelas que nós permitimos que cheguem mais perto, que nos conhecem nos melhores dias (aqueles que postamos nas redes sociais), mas que também conhecem nossos dias ruins. Sim, eles existem! Para todas as pessoas.

Ninguém acorda plena, sorridente, feliz e maravilhosa todos os dias. E tudo bem! A vida real é assim!

 

Quando nos conhecemos verdadeiramente, a opinião e o comportamento das pessoas começam a ter um peso menor nas nossas vidas. Te trataram mal? Você sabe quem você é! Não se deprecie, não se subestime, não sofra demais… É desagradável sim! Muitas vezes é doloroso, decepcionante, mas erga a sua cabeça e se trate bem!

Se tratar bem significa buscar ser o seu melhor todos os dias (e não ser melhor do que “fulano”), entender que você não precisa provar nada a ninguém, a não ser a você mesma. Significa se respeitar, se valorizar, guardar o seu coração… É decidir não se expor a sofrimentos desnecessários, a lugares em que você é tolerada e não querida de verdade; e a pessoas que te magoam, que não te acrescentam. Você pode escolher! Como diz aquela frase: “Eu não sou obrigada!” Você não é obrigada! Se poupe!

thumbnail_IMG_3801 (2)

Se for possível transformar a situação, faça!  Tente de todas as formas restaurar relacionamentos e reaproximar pessoas. Mas sobretudo, perdoe as ofensas! Perdoar é necessário, mais do que isso: é essencial! Não viva a sua vida carregando uma “mala de amarguras”. Libere as pessoas, se libere! A vida é mais leve quando não temos raiva, nem mágoa de ninguém! A falta de perdão nos aprisiona. Seja livre. Perdoar é uma decisão e não um sentimento.

Aliás, tenho aprendido que na nossa vida, pouquíssimas coisas devem ser movidas por sentimentos. Eles são inconstantes e variáveis. Tenha convicções e tome decisões a partir delas. Dá mais certo!

E lembre-se sempre: Pessoas que te tratam mal, geralmente estão precisando de mais ajuda do que você. Ajuste também as suas “lentes”. Enxergue-as com olhos de misericórdia.

Flor no asfalto

“No meio do caminho haviam pedras. Mas também havia uma flor. Eu escolhi enxergar a flor.”