Slow Living

O movimento slow teve sua origem na Itália, na década de 80, quando começou o Slow Food, em contraposição ao Fast Food. O Slow Food valoriza o ato de comer, pensando no alimento desde a sua produção; e na refeição com tempo, na companhia de pessoas significativas e com consciência no ato de se alimentar. Desde então, os valores começaram a ser incorporados em outros setores da vida e da sociedade e surgiram outras vertentes.

Em 2019, vivi 2 experiências que mudaram a minha vida em muitos aspectos e comecei a enxergá-la de um jeito bem diferente. A primeira, me ensinou a valorizar cada segundo do meu tempo nessa terra, com as pessoas que eu amo. E a segunda, me fez analisar hábitos diários e de consumo. De lá para cá, tenho mergulhado em estudos e reflexões sobre um estilo de vida conhecido como Slow Living, que propõe uma mudança cultural para a desaceleração da vida cotidiana.

É verdade que nesses últimos meses, temos vivido uma vida desacelerada, pelo isolamento social. Mas não se trata disso. Não é sobre uma desaceleração circunstancial. É sobre o entendimento da necessidade de “colocar o pé no freio” da aceleração que tomou conta do mundo nos últimos anos.  É a integração de diferentes áreas da vida, como educação, saúde, relacionamentos, família, trabalho e lazer, numa perspectiva multidimensional. É um equilíbrio entre os extremos e moderação aos excessos; é a valorização da simplicidade voluntária e uso responsável dos recursos materiais.

thumbnail_IMG_4797

O slow living sugere uma vida e trabalho inspirados por valores simples e reais, que ficaram esquecidos pela velocidade, pelo piloto automático. Uma vida preenchida por significados, realizações e propósito. Um verdadeiro equilíbrio!

Esse estilo já está sendo vivenciado em todo o mundo, por uma incrível variedade de pessoas. Ambientalmente, socialmente, economicamente e culturalmente. Todos em busca dos mesmos propósitos de uma vida mais plena, justa e de um consumo mais consciente.

Na verdade, muitos de nós, já buscávamos por isso de alguma forma. Mas vez ou outra, nos deixávamos levar pelos hábitos, pelo convencionalismo e pela rotina, já tão enraizada com a ideia de que “podemos fazer tudo, ao mesmo tempo, com mais coisas, cada vez mais rápido e sempre melhor.” Uma grande armadilha que pode nos levar à uma vida corrida, estressante, superficial e sem propósito.

thumbnail_IMG_4810

Eu vejo o Slow Living como um “grito da humanidade” contra os excessos que nós mesmos criamos. Ainda bem que todos os dias temos a oportunidade de refletir, analisar e desacelerar.

No livro de Carl Honoré, de 2004, In Praise of Slow, ele descreve o movimento como “Uma revolução cultural contra a noção de que mais rápido é sempre melhor (…) É sobre ter qualidade em detrimento da quantidade de tudo, desde o trabalho até a comida e a criação dos filhos.”

Viver isso na prática, requer autoconhecimento e consciência do tempo. Envolve muito mais do que levantar a bandeira de um movimento bonito, envolve estar mais presente na vida com plenitude e atenção, reduzir o desperdício, viver com menos, comer mais saudável, ler mais, ser mais solidário, “destralhar” a casa e a vida, descomplicar!

Em resumo, é um estilo de vida completo, com o objetivo de desacelerar, gerar mais qualidade, equilíbrio, paz e sustentabilidade. Não se trata de radicalizar nada, mas de viver no seu ritmo e não no ritmo imposto pelo mundo e pelos padrões da sociedade.

Para mim, tudo isso faz muito sentido e será um assunto habitual por aqui. Uma pessoa muito querida me disse que 2020 seria “Um ano como nunca antes”… Ele nem tinha noção do quanto estava certo!

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s