Tudo começa em casa!

O que a casa, o lar, significa para você?

Creio que o lar deveria ser um lugar de Paz (para onde sempre se quer voltar após um dia longo e cansativo), de amor, segurança, liberdade (de ser exatamente quem somos, expondo nossas fragilidades e recebendo encorajamento). Um lugar de dignidade, a base para o desenvolvimento e relacionamento humano. Onde temos nossas necessidades humanas essenciais supridas.

Certa vez, ouvi que a maneira como gastamos o nosso dinheiro, organizamos nossa agenda e vivemos em nossas casas, revela o que é, de fato, mais importante para nós. Eu acredito nisso! Você já parou para refletir? O que tem sido prioridade para você? Gosto de dizer que priorizo o que é eterno, o que vai deixar um legado – inspirar pessoas a serem melhores de alguma forma, em algum aspecto de suas vidas.

Quando falamos sobre “casa”, não é exatamente na construção de tijolos e cimentos, no que ela representa materialmente; mas sim, nos sentimentos que desperta, nas memórias que ela gera para nós e nossos filhos, no ambiente de aconchego e segurança que nos proporciona. Mais do que simplesmente uma “casa” – um verdadeiro LAR.

Nosso lar, pode e deve ser belo e organizado, em uma rotina com mais harmonia, charme e por que não… Elegância!

Para isso, aqui vão algumas dicas básicas e preciosas:

1. Limpeza.

Ninguém gosta de viver no caos. Se você tem alguém que a faça por você, ótimo. Mas se não tem, não encare como um castigo ter que fazê-la. Mudar a nossa percepção diante das coisas faz toda a diferença. Coloque uma música que você goste e simplesmente faça. Faça cantando, dançando… se você tem crianças, envolva-as na « brincadeira » . Faça ser agradável e não um martírio. Estabeleça um tempo para essa atividade e vai!

2. Organização.

Uma casa organizada dá prazer em estar! Sem contar que você encontra tudo quando precisa! E manter a organização, por mais desafiador que possa parecer, é uma questão de hábito. E hábitos são construídos! Uma vida organizada e uma rotina estabelecida vai otimizar o seu tempo e te fazer mais produtiva.

Se você precisa de ajuda para começar, pesquise sobre o assunto. Hoje, temos a internet a nosso favor. E se você tem o privilégio de morar em Natal, tenho uma amiga que faz um trabalho excelente nesse aspecto e ela pode te auxiliar na prática! (Segue o Instagram dela: @dani.concierge)

3. Refeições.

Elas geram memórias afetivas em nossos filhos, você sabia?

Então, a primeira dica é : não faça desse momento um inferno! É sério… A mesa é um momento importante. Que essa experiência seja marcada por amor, afeto, boas conversas e claro: um pouco de charme! Uma boa apresentação faz diferença! Eu realmente amo essa parte. Amo cozinhar para a minha família (embora eu não faça isso todos os dias) e amo mais ainda arrumar uma mesa charmosa e aconchegante. Lembre-se: para uma bela mesa, não há a necessidade de itens caríssimos, mas sim de bom gosto, criatividade e muito amor. Bom gosto = sem exageros! A máxima do “menos é mais” funciona aqui também. 😉

Tenho uma filha de 11 anos e o que realmente espero que ela aprenda, através do exemplo, é que as pessoas da casa (a família) são mais importantes do que as visitas. Então, não guardamos nada para ocasiões e nem pessoas especiais. Usamos nossa melhor louça, as melhores taças e uma mesa bonita nas refeições comuns do final de semana mesmo ou no jantar, períodos em que tenho mais tempo para caprichar nos detalhes e na apresentação dos pratos.

Experimente colocar mais encanto nas suas refeições do dia-a-dia! Você vai perceber que vale a pena!

4. Você!

Tudo bem que você está em casa, mas não precisa ficar descabelada e desarrumada, não é? Você merece estar bela e se sentir bem! Por você! Isso eleva a sua autoestima, te dá vigor e disposição. Conforto é a palavra chave, mas podemos ficar confortáveis penteadas e perfumadas, sempre!

E se você tem filhos, seja inspiração para eles. Acredite, as crianças vão sempre buscar inspiração em alguém.

Não esqueça jamais de “vestir-se” de amor, respeito, solidariedade e gratidão: isso é o máximo da elegância! ❤️💐

A Elegância está no « Ser »

Todas nós conhecemos alguém elegante. Aquela pessoa que passa um ar de segurança, coragem diante da vida, sofisticação e, é claro, naturalidade! Porque a verdadeira elegância não é forçada, ela simplesmente existe.

Afirmo tranquilamente que elegância não tem nada a ver com a grife das roupas e acessórios. A elegância está no ser: Ser segura, ser feliz de verdade, educada, gentil e ter bom gosto (no que vestir, no que falar e no agir). A elegância me parece ser muito mais uma questão de atitude!

Existem mulheres extremamente elegantes em sua simplicidade! E uma coisa elas têm em comum: São reais – Conhecem a si mesmas e são extremamente confortáveis em suas vidas. Seja tendo uma vida agitadíssima no escritório ou outro local de trabalho; ou agitadíssima em suas próprias casas (que também é lugar de muito trabalho!).

O que eu quero dizer é que não importa qual seja a sua rotina, você pode decidir ter um estilo de vida mais elegante. A elegância está nos detalhes. Pode ser na maneira como você se apresenta, na organização da sua casa, nos seus relacionamentos, nos afazeres mais básicos do dia-a-dia…

Descobri que a maturidade nos traz uma certa elegância. Uma mulher madura é confiante em si mesma, confortável e aprende a valorizar as coisas mais simples, os detalhes.

A mulher madura aprecia cada momento do seu dia como sendo único, e o faz da melhor maneira possível. Ela está, de fato, presente em sua vida! Não se lamentando pelo ontem e nem ansiosa pelo amanhã, mas inteira no hoje, autorresponsável pelas suas escolhas e no controle das suas emoções. Quanta elegância!

E geralmente, esse estado de espírito tão pleno e consciente, reflete na sua imagem.

“O coração alegre aformoseia o rosto, mas pela dor do coração o espírito se abate.” (Provérbios 15:13)

Quando estamos bem na nossa essência, geramos um ambiente mais harmônico e nos preocupamos mais com o que está acontecendo ao nosso redor. Também sentimos mais prazer em estar em um ambiente organizado e belo.

Eu não consigo acreditar que mulheres essencialmente elegantes têm sua mesa do escritório suja e bagunçada e a casa um caos total! Ordem e harmonia caminham juntas com a elegância.

Ser elegante diante da vida não é nenhuma futilidade, é gratidão. Gratidão pela sua história, suas conquistas, sua família, trabalho, amigos. É dar valor ao que se tem, e usufruir da melhor forma. É usar a criatividade para criar o belo. É colocar charme na vida, amor no que é comum e leveza na rotina.

Para ter uma rotina mais leve e alegre, às vezes, precisamos rever alguns hábitos.

Nos próximos posts falaremos sobre algumas dicas simples e práticas para uma rotina mais charmosa… e por que não… mais elegante. 💐

Uma verdade sobre a mentira…

“Pensei em fazer piada sobre o dia 1 de abril, mas me recordei que a mentira já me feriu muitas vezes: Quando me contaram e quando eu contei. Me recordei das vezes em que pensei conhecer e não conhecia; em que acreditei ser e não era. Hoje, troco a piada por uma oração: Que eu seja verdadeiro, tanto quanto espero que os outros sejam.” (Abner Santos)

Mentir é construir castelos na areia. A mentira não permanece, não subsiste, não dura. Minha mãe já dizia: “Você pode enganar algumas pessoas por muito tempo, muitas pessoas por um certo tempo, mas jamais todas as pessoas por todo tempo.” Isso é fato!

beautiful-blur-close-up-2064439
Photo by Sigrid Abalos from Pexels

E pior ainda: a mentira fere pessoas, corrói convicções, destrói relacionamentos, disolve a confiança. Não há nada essencialmente bom na mentira. Não existe “mentira branca”, “mentirinha”, “meia mentira”, “mentirona”. Mentira é a ausência da verdade. Quem mente é mentiroso. Um grande desafio é dar o nome certo “aos bois”, mesmo que o nome não seja tão bonito! Precisamos parar de enfeitar as coisas feias, para que elas se pareçam “menos piores”.

Quando se tem a verdade por princípio, não há espaço para mentiras. Nem tão pouco justificativas e exceções. Princípios são inegociáveis!

A mentira é viciante, de tal modo que em um grau mais crônico, quem a pratica é capaz de acreditar nas suas próprias histórias, faltar com a verdade em coisas corriqueiras do dia a dia, mentir por tudo e por nada… e em determinado momento já nem percebe mais.

Todos nós já fomos vítimas dela em algum momento. Muitos de nós já a proferimos também. Mas o maravilhoso da vida é a nossa capacidade de “fazer diferente”, mudar, melhorar, evoluir! Podemos deixar a mentira para trás e começar uma nova história: de verdade, sinceridade, transparência, relacionamentos fortes e sadios, conversas francas, “olho no olho”. Nenhuma verdade ruim machuca mais do que uma “mentira boa”!

Quando decidirmos virar essa chave e de fato viver em verdade, poderemos criar nossos filhos sob esse princípio também, deixando pessoas melhores para o mundo. Muitas vezes nos preocupamos com o mundo que nossos filhos irão viver, mas a questão é: Que pessoas estamos deixando para o mundo? Que pessoas estamos sendo para o mundo?

Christiane e Amanda -37

Uma reflexão:  O que eu posso mudar hoje, para que a verdade seja um princípio real e contínuo na minha vida? Pense nisso. 😉

 

Plena aos 40!

Apesar dos desafios diários que enfrentamos: carreira, casamento, criação de filhos, desejo de se reinventar, mudar, recomeçar ou avançar; nós, mulheres de 40 (ou 40 e pouquinhos) estamos consolidando toda a nossa maturidade. Somos fortes, batalhadoras, estudiosas. Uma geração de mulheres que viu a internet nascer, se difundir e procura se adaptar às novas tecnologias.

Fazemos parte da chamada geração X (pessoas nascidas entre 1960 e 1980), que presenciou fatos históricos importantes e foi marcada por movimentos revolucionários.

Mas o “X” da questão é que somos fortes, mas não de ferro! Também cansamos, vez ou outra nos sentimos sobrecarregadas. E tudo bem! Você pode descansar… só não desista! Não desista de seus sonhos, projetos, não desista dos seus amigos, da família e principalmente, não desista de você! A nossa vida é uma travessia cheia de surpresas, passamos por vales que não gostaríamos de ter entrado, mas também pisamos em belos campos floridos que nos alegram e nos enchem de esperança.

Essa nova fase, mais madura, vem acompanhada de uma explosão de sentimentos, mas acredite, ela é incrivel! E aqui vão algumas dicas para que você a desfrute, na sua melhor versão:

1. Valorize a sua estação

Você já se deu conta do quanto caminhou para chegar até aqui? De quantos desafios, lutas, vitórias, perdas, decepções, alegrias, … ?

O fato é que para florescer precisamos passar por todas as estações! Valorize sua jornada, valorize essa estação. Ele está ruim? Tire proveito de todas as lições. A notícia é: vai passar!

Ela está boa? Desfrute dos ganhos, comemore. A notícia é: ela vai passar! Sim, nenhuma estação é eterna e a vida é feita de ciclos. Valorize o seu hoje!

2. Seja franca / verdadeira / real

A maturidade é incrível! Ela nos traz a lucidez de que não precisamos nos encaixar nos padrões de ninguém e nem tão pouco corresponder às expectativas do mundo! Quer maior liberdade do que essa? Seja você! Fale o que realmente pensa, e não o que os outros querem ouvir. Vá onde você se sinta bem, onde sua presença é desejada e não tolerada. Tire suas máscaras! A vida fica bem mais leve sem elas! Seja real!

3. Aprenda a lidar com o descontentamento alheio

Você não vai agradar todo mundo. E não precisa! Respeite as opiniões alheias, mas não permita que elas definam você. Saiba quem você é, porque e para quem de fato, você faz tudo o que faz. Tenha um senso de propósito. Viva de acordo com seus princípios e valores.

Se errar, peça perdão. Se erraram com você, perdoe. Simples assim. Descomplicar é a melhor maneira de viver.

4. Amplie seus relacionamentos

Conheça novas pessoas. Seja o tipo de gente que os outros querem ter por perto. Seja doce, já tem muita gente azeda por aí. Seja firme, sem ser rude. Sorria mais, as pessoas andam carentes de simpatia. Espalhe a sua por aí, não custa nada e você ainda pode melhorar o dia de alguém. Não tenha apenas relacionamentos superficiais. Saiba quem são aquelas pessoas que quando te perguntam como você está, realmente estão interessadas em ouvir e se importam. Se importe com os outros também, seja essa pessoa.

5. Aproveite tempo consigo mesma

Seja feliz com a sua companhia! Tenha um momento só seu. Faça algo que gosta: leia um livro, assista um filme, sonhe acordada, tome um café na varanda, deite na rede, olhe para o céu, escreva um poema, pinte, dance, enfim… tenha um tempo de qualidade com você!

6. Seja produtiva e não ocupada

Não se ocupe demais. Reflita em como tem gerenciado o seu tempo. Estar sempre ocupada pode ser uma fuga de uma realidade que não se quer enfrentar. Encare a sua vida de frente! Resolva o que tem que ser resolvido. Planeje, organize e faça. Seja produtiva. Comece e termine suas tarefas, suas ações. Tenha clareza nas suas ideias. Priorize as coisas que só você pode resolver, delegue as outras. Aprender a delegar é uma arte. Uma arte necessária! Não gaste tempo e energia com coisas que não te levam a cumprir o seu propósito.

7. Seja livre!

Livre de tudo o que te impede de ser o que Deus planejou para você! Você é, quem Deus diz que você é. Você pode, o que Deus diz que você pode! Siga em frente! Viva plena aos 40, 50, 60,… Faça cada segundo valer a pena. Viva por algo maior do que você mesma, deixe um legado. Se mova!

Nada é mais poderoso do que uma mulher que conhece o valor que tem. 💐

Qual é o seu tempo?

Atualmente, o que existe de mais precioso é o tempo! Cada vez mais, ele escorre pelas nossas mãos. O avanço da tecnologia, o imediatismo das coisas, nem sempre nos garantem mais tempo.

Acredito que um dos maiores desafios que temos, é fazer com que as 24 h do dia sejam realmente produtivas. E as ferramentas de gestão estão aí para nos ajudar com isso!

Mas existe uma outra conotação nesse “tempo”, que às vezes não nos permite progredir:

“Há um tempo certo para todas as coisas…”

Para tudo há uma ocasião certa. Um tempo determinado. São estações, ciclos. Qual o tempo que estamos vivendo? Não podemos perpetuar os nossos momentos ( nem os bons e nem os ruins 😉). Ter clareza sobre os ciclos da nossa vida é essencial para que possamos romper.

É necessário que um ciclo se feche, para que outro aconteça. Cada momento é uma preparação para o próximo.

Quando você não fecha um ciclo, você paralisa nele!

Podemos paralisar em qualquer área da vida por não saber reconhecer ou aceitar que está na hora de viver o novo.

Usufrua plenamente cada etapa. Cada momento foi uma fase específica que Deus nos deu e que nunca mais vai voltar. Qual o melhor da sua vida? O HOJE! Faça ele valer a pena!

Lembrou de alguma área em que sua vida paralisou? Foi ruim? Volta lá e vira a página, feche a porta. Foi boa? É preciso fechar o ciclo… e seguir em frente: aprender a deixar o “bom”, para viver o “ótimo”!

Ainda há uma vida com um propósito à cumprir. Você tem tempo! 💐